Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Como aumentar a brisa

Na composição da maconha, existe o delta-9-tetrahidrocanabidinol, popularmente conhecido como THC. Essa substância tem propriedades psicoativas, que são responsáveis por causar as sensações de relaxamento, larica e euforia, bem conhecidas por quem fuma maconha.

Conforme o organismo se acostuma com o consumo no uso recreativo da cannabis, é importante saber como aumentar o efeito da maconha, para garantir aquele relaxamento típico da erva, sem precisar aumentar as quantidades consumidas. Michael da Mata

Você também pode consumir mais ou tentar uma strain potente em THC, mas saiba que você também terá que lidar com efeitos mais intensos. Para os consumidores mais experientes, vai ser de boa, mas quem está começando pode achar os efeitos fortes demais.

A erva com maior pureza traz a sensação de relaxamento bem mais intensa do que o famoso “prensadão”, faz uma diferença enorme nos efeitos da carburação da erva. Consumindo a maconha natural, você tem maior certeza do que está ingerindo e garante que sua brisa seja potencializada e muito mais leve.

Naturalmente, essas características vão variar um pouco, dependendo de como foi a plantação e da qualidade das sementes. O ideal é usar as informações encontradas online para ir testando diferentes strains, até achar a que é ideal para você em diferentes cenários. KingBong

Onde você guarda sua maconha? Esses potes improvisados podem conduzir uma carga elétrica que acaba com os tricomas ricos em THC nas suas flores. Evite isso com o uso de um bom pote hermético.

Se possível, também não deixe de controlar corretamente a umidade no interior do pote com um Boveda, por exemplo. Como um quebra-galho, você pode colocar uma casca de laranja ou limão e deixar junto com a sua maconha por duas ou três horas. Isso impedirá que ela fique seca, frágil e menos potente. Além disso, um lugar escuro e fresco também é recomendado para preservar a qualidade.

Quem já testou, aprovou: praticar exercícios físicos antes ou após o consumo da cannabis deixa a brisa mais forte. A relação entre as duas coisas é bem simples, te permite chapar e ainda manter a saúde em dia.

“Depois” que os benefícios medicinais da maconha foram descobertos, muitos atletas recreativos e competitivos recorreram a Mary Jane para alívio da dor, alívio de náusea e melhora do humor.

Quando movimentamos o corpo, a circulação sanguínea fica mais intensa e o THC é melhor absorvido, assim, você aproveita bem mais a erva, tendo brisas mais intensas.

Além de melhorarem a saúde em geral, estudos sugerem que ficar em forma impacta o cérebro de forma semelhante à Cannabis. Além disso, é ótimo para o humor. Um estudo de 2013 sobre dependência de drogas e álcool descobriu que uma sessão de cardio, por exemplo, aumenta os níveis de THC no sangue em 15%.

O estudo da Universidade de Sydney determinou que os níveis de THC subiram 15% após os usuários de maconha (14 observados) terem 35 minutos em uma bicicleta estacionária. O motivo? Cardio aumenta os níveis plasmáticos de THC em usuários regulares de maconha.

(Sempre verifique com seu médico antes de se envolver em qualquer tipo de regime de exercícios.)

Outra coisa que você pode fazer é alternar os métodos de consumo além das sedas, os Bongs proporcionam experiências de alto nível, tendo, inclusive, várias vantagens em relação aos outros métodos.

Uma das maneiras mais fáceis de intensificar a sua onda de maconha e também ajuda a evitar esses ataques duros é: colocar alguns cubos de gelo em seu bongo

Os dabs são óleos canábicos concentrados que podem ser feitos de várias formas, saiba aqui.

Dabs são concentrados com até 99,9% THC. O puro creme do milho verde. Porém, essa dádiva do universo está disponível apenas para quem tem acesso às flores da Cannabis, os buds.

Já os comestíveis, tem como grande vantagem a redução de danos, eles levam mais tempo para fazer efeito, mas duram muito mais, o que pode ser uma grande ajuda se você estiver usando Cannabis para fins medicinais.

A dica é comer a maconha, porque dentro do estômago, há uma melhor absorção dos componentes da erva, se comparado com a carburação. Mesmo demorando um pouco mais, de 30 minutos até 2 horas, a brisa é muito mais intensa e relaxante, além de evitar os danos nas vias respiratórias causados pela fumaça.

A receita mais simples é extrair o THC da sua maconha na manteiga e usar essa manteiga para preparar comestíveis, como brigadeiro, bolo, pão na chapa, chocolate e até pipoca. Seda em Casa

Ingerir o THC pelo estômago, em vez de fumar, aumenta muito a potência do THC, além da sensação ser completamente mais forte e diferente. Recomenda-se começar devagar pra não ficar na bad. Experimenta uma pequena quantidade (01 colher de chá rasa) e espera 01 hora, se o efeito estiver legal é só curtir. 

É bem possível que, ao pesquisar sobre a potencialização da cannabis, você tenha se deparado com a informação de que comer manga aumenta os efeitos da maconha. Sim, isso é verdade, mas não é só a manga.

Alimentos como ovos, peixe, nozes, abacate, quinoa e cânhamo são excelentes fontes ácidos graxos ômega-3 e ômega-6. Doutor Maconha

Os alimentos ricos em ácidos graxos ômega 3 também sintetizam bem os endocanabinóides e os receptores canabinóides. Além disso, procure por alimentos com terpenos; como o mirceno ou o pineno, que potencializam o THC.

O pineno pode ser encontrado em sálvia, tomilho e outras ervas, enquanto o mirceno pode ser encontrado em mangas, brócolis e nozes. Outras nozes, como as nozes pecãs, castanhas e avelãs também são conhecidas por intensificar os efeitos da Cannabis.

Vale lembrar que para obter os benefícios do mirceno, você deve consumir apenas manga pura. Se você quiser fazer suco, é possível, mas tem que ser natural, já que os industrializados contêm mais açúcar do que qualquer coisa e, às vezes, nem têm mirceno.

Os ovos também contêm muitos dos mesmos nutrientes das nozes, tais como ômega-3, vitaminas A, B, C e K, e os minerais: magnésio, folato e proteína.

Brócolis é repleto de outro terpeno chamado cariofileno, mais frequentemente associado ao manjericão e ao cravo-da-Índia. Mastigar brócolis antes da sua sessão pode aumentar sua brisa, ao mesmo tempo que proporciona excelentes benefícios nutricionais, oferecendo vitaminas A, C, E, K, B, ácido fólico, potássio, cálcio e ferro. Kingkong

Outro exemplo são as batatas-doces, que contêm altas taxas de minerais, magnésio e potássio, além de vitaminas C e B6, importantes para fortificar o sistema imunológico, a saúde do cérebro e o sistema nervoso. Rica em hidratos de carbono complexos, tem sido associada a um aumento da serotonina química, característica em comum com a Cannabis.

Um multivitamínico também é uma boa pedida, já que melhora a absorção celular e o fluxo do sistema circulatório, ajudando no fluxo do THC.

O terpeno Mirceno é responsável pelo aroma das nozes, laranjas de Valência ou das nectarinas e é muito utilizado na indústria dos perfumes. Também pode ser encontrado na erva-príncipe, verbena e a irmã do canábis utilizada para o fabrico de cerveja, o lúpulo. O seu aroma é muito parecido ao do canábis dado que pode ter nuances a madeira, citrinos e a frutas.

Terpenos são compostos aromáticos que dão às plantas os seus cheiros característicos, ao mesmo tempo, fornecem defesa contra a luz solar e predadores.

Estudos mostraram que o mirceno, um hidrocarboneto, permite que as moléculas do delta-9-tetrahidrocanabidinol entrem no nosso organismo mais facilmente. Assim, os efeitos analgésicos, recreativos e psicoativos da erva são prolongados e potencializados.

Estudos comprovam que o mirceno, também encontrado na citronela, lúpulo e folhas de louro, pode aumentar e acelerar os efeitos do THC devido à sua capacidade de ultrapassar com mais facilidade a barreira hematoencefálica, que é responsável por filtrar e impedir a passagem de substâncias para o sistema nervoso central.

Essa substância está muito presente na manga, que pode ser consumida de 30 minutos a 1 hora antes de fumar a maconha. Outras plantas também contam com o agente químico, como o capim-limão, a erva cidreira e a citronela. Assim, você pode infundir essas plantas e consumir o chá delas antes de carburar.

Uma simples xícara de chá preto ou verde contém catequina, um antioxidante que se liga aos receptores CB1 do seu cérebro. Isso vai tornará os efeitos dos canabinóides muito mais eficientes.

O chocolate amargo (com 72% ou mais de cacau) tem um efeito semelhante. Ele não só vai agir como um antioxidante, como também vai desacelerar a quebra de anandamida, que é conhecida como a “substância da felicidade” – o nome tem derivação direta da palavra sânscrita “ananda”, que pode ser traduzida como alegria ou êxtase. Isso vai aumentar a duração da sua brisa.

Os alimentos que a contêm são: o chocolate negro (quanto mais puro melhor), a trufa e os ouriços do mar.

A Anandamida é um endocanabinóide, como o seu nome indica, endo significa que é o próprio corpo humano que o produz. Sim, nós também produzimos canabinóides, e também temos receptores endógenos que só se activam ao consumir maconha. Mas claro, isto é algo que não te contam na escola, não é? Podes conhecer um pouco mais sobre este e outros neurotransmissores aqui.

A anandamida é muito parecida ao THC, tanto um com o outro têm a capacidade de promover a libertação de dopamina no nosso cérebro, a qual é conhecida como a hormona do prazer, produzindo um efeito de satisfação ao nosso estado de animo.

Algumas pessoas recomendam o consumo de álcool com Cannabis para aumentar os efeitos, mas, por vários motivos, essa não é uma boa ideia.

Beber antes de usar Cannabis – mesmo que seja só uma dose – até pode aumentar os efeitos do THC. Só que essa combinação pode dar “green out” em algumas pessoas, que podem experimentar alguns sintomas bastante desagradáveis, incluindo: náuseas, vômitos, tonturas, suor excessivo e sensação de debilitação.

Essa combinação também não funciona bem na outra direção. Usar Cannabis antes de beber pode minimizar os efeitos do álcool, o que significa que você sentirá menos os efeitos da embriaguez. Isso aumenta as chances de você exagerar na dose, nem perceber e se intoxicar.

Além disso, o consumo conjunto de Cannabis e álcool pode aumentar o risco de dependência de uma ou ambas as substâncias.

Se, mesmo depois de tentar todas as dicas acima, você ainda não tá sentindo os efeitos que espera, então só tem um jeito… Situações extremas exigem medidas extremas; está na hora de dar um tempo.

Não faz mal decidir fazer uma pausa de tolerância. Veja se você pode ficar um mês, ou até vários, sem consumir nada. Quanto mais tempo você esperar, mais forte será sua próxima sessão. Cerca de um mês é necessário para que os canabinóides deixem completamente o seu sistema. Se isso for difícil demais, encontre alguém para te ajudar. De repente, essa pessoa pode até fazer a pausa junto com você. Pode ter certeza que se você decidir voltar, a sua brisa será mais poderosa do que nunca.

Dicas da Primeira Vez


Se você está começando agora, mantenha as seguintes dicas em mente:

Comece com uma strain com baixa taxa de THC;

Consuma pouco e espere pelo menos duas horas antes de consumir de novo, especialmente no caso de comestíveis;

Experimente em um dia livre, como um dia de folga, por exemplo;

Tenha água à mão para evitar a boca seca e uma ressaca de Cannabis;

Tenha uns lanches à mão, porque a larica é real. Comer antes também pode ajudar a reduzir efeitos colaterais em potencial;

Evite misturar Cannabis com álcool ou outras substâncias;

Tenha alguém ao seu lado para te ajudar caso você tenha um ataque de ansiedade ou qualquer outra má reação.

Publicado por Edson Jesus

Welcome: https://edsonjnovaes.wordpress.com/ https://aicarr.wordpress.com/ https://mbaemopara.wordpress.com/2021/11/18/medicina/ https://jesushemp.wordpress.com/

2 comentários em “Como aumentar a brisa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: