Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Onde estudar maconha medicinal?!?

A comunidade acadêmica tem se interessado pelo tema, especialmente ao acompanhar estudos estrangeiros sobre o uso da maconha no tratamento de doenças como depressão, Síndrome de Hett, Alzheimer e esclerose múltipla. UM CANCERIANO LAR.

A Universidade Federal do Rio Grande do Norte abriu o primeiro curso sobre o uso terapêutico da cannabis, além das informações sobre pesquisas recentes acerca da maconha medicinal, com foco na redução de dores crônicas e crises epiléticas, os participantes também vão aprender mais sobre a história da erva e de seu uso pela humanidade.

As inscrições podem ser feitas no Sistema Integrado de Atividades Acadêmicas da UFRN. Hipeness

Seguindo a onda de legalização da maconha para uso medicinal e recreativo, universidades pelo mundo todo estão lançando cursos especializados em seu uso medicinal, como é o caso em alguns lugares da Europa e Estados Unidos e Israel, que acaba de criar um curso de pós graduação neste mercado, que tem tudo para continuar crescendo.

Itzhak Harpaz – presidente da instituição, situada entre as cidades de Afula e Nazareth, a Max Stern Yezreel Valley College, completa: “A indústria de cannabis hoje é o que a indústria cibernética fez há 10 anos e Israel precisa e pode liderar esta indústria também”. Enquanto isto, o Brasil continua perdendo tempo e dinheiro, já que em 2018 somente os Estados Unidos faturou mais de R$ 20 bilhões. Gabriela Glette


A combinação maconha e faculdade nunca foi uma novidade. Mas na Universidade do Norte do Michigan (MNU), nos EUA, a planta deixou o intervalo e as matadas de aula para virar tema de quatro anos de graduação, surgiu o curso de Química de Plantas Medicinais. Quase metade dos 50 estados norte-americanos já reconhecem o uso terapêutico da planta, sendo que oito unidades da federação legalizaram inclusive o uso recreativo. Nasceu assim um mercado bilionário, mas ainda faltam pessoas capacitadas para lidar com ele.

Somente no ano passado, no mercado legal de maconha e seus usuários movimentados U $ 6.7 bilhões somente nos EUA. A expectativa é de que o volume seja disponibilizado nos próximos anos, atingindo uma marca de U $ 44 bilhões em 2020, tanto para a revista Forbes como para o mercado de erva como a melhor oportunidade de negócios para empreendedores e investidores de startups. A Sociedade Americana de Química criou recentemente uma subdivisão que apresenta os novos lançamentos da indústria nos seus encontros nacionais. REDAÇÃO GALILEU

Reflexo disso é a consolidação e surgimento de novos cursos que visam esmiuçar e formar profissionais em diversas áreas relacionadas à maconha – de cultivo a empreendedorismo, passando por bioquímica e horticultura, conheça 10 universidades que oferecem cursos sobre maconha:

1- Oaksterdam

Fundada em 2007, a Oaksterdam é a primeira universidade do mundo dedicada exclusivamente ao estudo sobre maconha. Maryjuana

Localizada em Oakland, na Califórnia, oferece um extenso catálogo de cursos presenciais, que visa suprir as principais demandas da indústria canábica, incluindo especializações em horticultura, irrigação, técnicas de cultivo em geral, além de política, história e direito, entre outras.

2- THC University

Com sede no Colorado, a THC University oferece cursos online, com acesso 24 horas por dia, 7 dias por semana.

Os preços são acessíveis e é possível escolher entre sete opções de cursos e programas de certificação, incluindo Certificação Budtender Básico, Certificação Grow Básico, Certificação Especialista em Horticultura e/ou Certificação em Negócios Canábicos, entre outros.

3- Cannabis Training University

Lançada em 2009, a Cannabis Training University oferece cursos online voltados ao uso medicinal da maconha, incluindo “Como cozinhar com cannabis” e “Como plantar cannabis medicinal”.

A instituição oferece ainda cursos com certificação digital nas áreas de direito e administração de empresas – no caso, de dispensários.

4- Niagara College

Localizado no Canadá, o tradicional Niagara College oferece aos seus alunos um programa adicional de pós-graduação em horticultura canábica, com o objetivo de capacitar profissionais para a efervescente indústria da maconha no país.

Além de apresentar as especificidades do cultivo da erva em ambientes controlados, o curso também concentra-se nos regulamentos e requisitos legais que regem a produção legal de maconha no Canadá.

5- Northern Michigan University

A consagrada Universidade do Norte de Michigan adicionou às suas opções de graduação um título de químico especializado em plantas medicinais para os interessados em entrar no crescente negócio da maconha legal.

Com currículo intenso, o curso conta com matérias relacionadas a química orgânica, fisiologia das plantas, solos, botânica e geografia, biologia celular e molecular, genética, flora boreal e equilíbrio químico, com uma introdução em finanças, administração financeira e marketing.

6- Seattle Central College

Outra tradicional universidade americana que aderiu ao tema da cannabis, a Seattle Central College oferece curso de Consultor em Cannabis Medicinal em conformidade com a Lei Estadual de Washington.

Os profissionais formados pela instituição estão aptos a aconselhar os pacientes de cannabis medicinal sobre diferentes métodos de tratamento e suas aplicações, podendo trabalhar diretamente com pacientes em dispensários médicos de todo o estado.

7- University of California/Davis

A Universidade da Califórnia em Davis, através de seu departamento médico, oferece o curso de “Fisiologia da Cannabis”, com o objetivo de aumentar a conscientização sobre como os canabinoides interagem com o corpo humano.

8- The Ohio State University

Para quem se interessa por legislação, a Escola de Direito da Ohio State University oferece um curso de pós-graduação em leis e políticas de drogas relacionadas à cannabis.

9- University of Washington

Outra renomada universidade americana que se rendeu ao tema da cannabis, a University of Washington oferece um curso sobre canabinoides, com foco nas interações entre a bioquímica da planta e a fisiologia humana.

A instituição também oferece um curso de educação continuada para profissionais de saúde intitulado “Cannabis Medicinal e Dor Crônica”.

10- Scuola Italiana Della Canapa.

Inspirada em Oakserdam, a Scuola Italiana Della Canapa promove conhecimentos sobre maconha na Itália. Situada em Turim, promove workshops, seminários e cursos itinerantes, com foco em cultivo, agronomia e produção de extratos medicinais.

A inteligência coletiva é fundamental no enfrentamento ao proibicionismo e e o preconceito.

O curso online “O uso médico da cannabis no tratamento da dor crônica”, oferecido pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas (CEBRID), Universidade Federal de São Paulo.

O curso conta com diversos recursos didáticos e interativos, como vídeos, imagens, ilustrações, entrevistas com especialistas, trabalhos científicos para download e discussão de caso clínico. É coisa de alto nível, com um time de pesquisadores que estuda essa querida planta há décadas. Hempadão

Para ter acesso ao conteúdo basta clicar neste link http://www.cebrid.com.br/curso/


O estudo foi divulgado pela Vegetation History and Archaeobotany, segundo o artigo, a maconha deve ter sua origem precisa pelos lados do Planalto do Tibete, próximo ao Lago Qinghai, uma parte especial do planeta. Hempadão

Aqui tem mais: Cursos de saúde da UFPB: Uso medicinal da maconha, História da Maconha

Publicado por Edson Jesus

Welcome: https://edsonjnovaes.wordpress.com/ https://aicarr.wordpress.com/ https://mbaemopara.wordpress.com/2021/11/18/medicina/ https://jesushemp.wordpress.com/

Um comentário em “Onde estudar maconha medicinal?!?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: