Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Manuscrito egípcio revela que Jesus Cristo podia mudar de forma

MANUSCRITO EGÍPCIO REVELA QUE JESUS CRISTO PODIA MUDAR DE FORMA – MUNDO PROIBIDO. Carlos Augusto Fernandes

Um texto cristão egípcio de cerca de 1,2 mil anos traz uma versão da crucificação de Jesus Cristo e de seus últimos dias. Portal do Holanda

Escrito em copta (língua antiga egípcia), o texto diz que o romano Pôncio Pilatos, que ordenou a crucificação, jantou com Jesus e ofereceu sacrificar o seu próprio filho para que Jesus não fosse crucificado.

O texto diz: “Sem mais delongas, Pilatos preparou uma mesa e comeu com Jesus no quinto dia da semana. Jesus abençoou Pilatos e toda a sua casa. Pilatos depois disse a Jesus, “bem, eis que a noite chegou, levante-se e retire-se, e quando a manhã raiar me acusarão por sua causa, portanto vou dar-lhes o filho que tenho para que possam matá-lo em seu lugar”.

Pinterest

Na Bíblia, o apóstolo Judas trai Jesus em troca de dinheiro ao identificá-lo com um beijo para que pudesse ser preso por oficiais judeus. O texto recém traduzido traz uma explicação para esse fato. O ato seria uma forma de identificar Jesus porque este teria a habilidade de mudar forma, “algumas vezes era branco, outras vermelho, outras cor de trigo, algumas vezes jovem, outras velho…”. O beijo seria o modo encontrado por Judas para que fosse possível identificar quem era exatamente Jesus.

“Então os judeus disseram a Judas: como o prenderemos se ele não tem uma forma única, mas sua aparência muda? Algumas vezes é negro, outras é branco, outras é vermelho, algumas vezes tem a cor do trigo, algumas vezes é amarelo… Algumas vezes é jovem, outras vezes é um homem velho”, diz o texto em questão. IporaNews

Embora muitos leitores possam ter achado a ideia curiosa, ela é ainda mais antiga do que o texto egípcio. “Essa explicação do beijo de Judas foi encontrada primeiro em Orígenes [um teólogo que viveu de 185 a 254]”, explica o pesquisador. Na obra Contra Celsum, Orígenes escreveu que “para aqueles que o viam, [Jesus] não aparecia da mesma forma para todos”.

Outra questão da Bíblia tradicional que é mudada pelo texto diz respeito ao dia no qual Jesus foi preso. Acreditava-se, até hoje, que isso teria acontecido numa quinta-feira. Mas, de acordo com o texto egípcio, o Messias foi levado à prisão em uma terça-feira — as datas, claro, tem relação com a celebração da Páscoa.

A tradução do texto foi publicada pelo holandês Roelof van den Broek, da Universidade de Utrecht, no livro Pseudo-Cyril of Jerusalem on the Life and the Passion of Christ. “Não quer dizer que estes eventos aconteceram, mas que algumas pessoas vivendo na época aparentemente acreditavam neles”, disse o autor. 

Cópias do texto foram encontradas em dois manuscritos em museus nos Estados Unidos, um está na Biblioteca e Museu  Morgan, em Nova York e a outra no Museu da Universidade da Pensilvânia. Ele foi escrito em nome de São Cirilo de Jerusalém, que viveu no Século IV, e há 1,2 mil anos estava no monastério de São Miguel, no deserto egípcio e próximo a atual cidade de al-Hamuli. Acredita-se que o monastério tenha fechado no início do século X. O texto foi reencontrado em 1910 e comprado em 1911 pelo magnata americano J.P. Morgan, que posteriormente os cedeu para os museus. A maior parte da tradução vem do texto de Nova Iorque, já que o texto do manuscrito Pennsylvania em sua maior parte está ilegível. overbo

A importância desse tipo de material , segundo Van den Broek é entender como as histórias apócrifas e livros influenciaram os cristão do século 4 e 5, especialmente os sacerdotes.

O autor do texto assina como São Cirilo de Jerusalém, santo que viveu no Século 4 – da mesma forma que ocorre com diversos outros textos antigos, segundo van den Broek. Além disso, o autor alega que teria encontrado em Jerusalém (atualmente no território de Israel) um livro com relatos feitos pelos apóstolos sobre a vida e a morte de Jesus.

Publicado por Edson Jesus

Welcome: https://edsonjnovaes.wordpress.com/ https://aicarr.wordpress.com/ https://mbaemopara.wordpress.com/2021/11/18/medicina/ https://jesushemp.wordpress.com/

3 comentários em “Manuscrito egípcio revela que Jesus Cristo podia mudar de forma

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: