Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Por que não tem PCC nos Estados Unidos?

Os Estados Unidos da América é considerado o maior consumidor de cocaína do mundo, porém os malefícios da droga não se fazem sentir sobre a sociedade como um todo, ficando restritos aos viciados. – Jornal Opção. 14 agosto 2022

Os EUA contam cerca de 4,1 milhões de usuários (1,2% da população), e o cidadão comum não experimenta os efeitos colaterais que vitimam o morador da América Latina, como se fazem sentir praticamente sobre toda a sociedade latino-americana, sob a forma de violência e exigências de cunho social, principalmente no que diz respeito à juventude.

O Brasil, com 2,8 milhões de consumidores (1,3% da população, porcentagem equivalente à dos EUA), mostra um impacto assustador das drogas sobre a sociedade como um todo.

Então fica a pergunta: por que nos Estados Unidos não existem as organizações criminosas gigantes, como existem aqui o Primeiro Comando da Capital (PCC) e o Comando Vermelho (CV)?

Por que não se veem drogados nas ruas dos EUA, feminicídios após surtos ocasionados pelo uso de crack e nem filhos agredindo pais para obter dinheiro das drogas? O que nos diferencia deles, considerando que são do

O México, vizinho do EUA, tem ampliado sua produção de haxixe e conta com uma coleção de cartéis de comercialização de drogas os mais violentos, como o cartel de Sinaloa, o do Pacífico, ou o Los Zetas?

A resposta, se resume em uma palavra: impunidade.

Os norte-americanos levam muito a sério a polícia, a lei e a justiça, ao “contrário” dos brasileiros, respeitam o trabalho policial e o apoiam em todas as circunstâncias legais, e o preso, é julgado por juízes ágeis, competentes, severos, voltados apenas para a aplicação da lei, se condenado, recebe penas também severas, que devem ser cumpridas na integralidade, com raríssimas exceções, e em estabelecimentos penais que não contemplam facilidades e exigem trabalho dos apenados.

Os Estados Unidos têm 2,1 milhões de presidiários (0,63% da população) e a punição é uma exigência irrecorrível da sociedade. O Brasil tem cerca de 800 mil presos (0,37% da população) — a metade, proporcionalmente, dos EUA.

A gravidez na adolescência, nos EUA, é três vezes menor que no Brasil, graças à educação e à responsabilização paterna e materna em casos de abuso, que é levada muito a sério.

Não existem chefões da droga, em território norte-americano. Os riscos não compensam, como compensam na América Latina, onde existe em alguns países o concubinato entre altas autoridades (agentes do governo) e o tráfico (grandes empresários), onde o Ministério Público se preocupa mais com os excessos policiais do que com os dos traficantes, onde parlamentares protegem bandidos e juízes são lenientes com eles.

No Brasil, ocorre o contrário — a minoria viciada exerce uma ditadura sobre a maioria, onde os poderes constituídos aceitam todos os abusos dessa minoria, em nome de pretensos Direitos Humanos, que essa minoria, por sua vez, despreza e viola quotidianamente. Quantas lições. Os EUA mostram como isolar um sério problema, já que não é possível erradicá-lo. O caminho existe e está aí, à vista: tolerância zero, com o tráfico, não à impunidade.  Só não creio que o sigamos, antes de amadurecermos por mais algumas décadas.

Alguns Estados americanos, de governos democratas, atendendo clamores, resolveram afrouxar essas amarras policiais, legais e jurídicas que manietam o tráfico nos EUA.

O primeiro Estado a descriminalizar a posse de drogas e estabelecer legislação de incentivo ao tratamento, o Oregon, após dois anos de experiência, já pensa em sua reversão: o número de mortes por overdose cresceu 33% por cento em um ano, a criminalidade armada deu um salto, os homicídios bateram recorde. E apenas 0,5% dos viciados requisitou ajuda para desintoxicação e abandono do vício.

Here’s more: Milton Friedman, Série animada ‘Justiça e guerra às drogas’, História Completa: Samurai Jack, Legalização mundial da maconha: tendência ou desafio?, PROIBIÇÃO DA KRATOM E USO POPULAR

Publicado por Edson Jesus

Welcome: https://edsonjnovaes.wordpress.com/ https://aicarr.wordpress.com/ https://mbaemopara.wordpress.com/2021/11/18/medicina/ https://jesushemp.wordpress.com/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: