Crie um site como este com o WordPress.com
Comece agora

Piteira: por que sempre fumar com ela?

A primeira razão para fazer o uso regular de piteiras é ela: a redução de danos – RD, que trata de ações práticas para diminuir o potencial nocivo de toda substância psicoativa pode ter. Smoke Point

Querendo ou não, toda fumaça mal. Você está ingerindo um monte de substâncias diretamente para os seus pulmões. Mas nem sempre fumar vai te vai te prejudicar,  dependo claro da substância em questão e também se você fuma de maneira funcional e adequada.

Só esclarecendo mais uma vez: não significa que maconha faz mal à sua saúde, mas fumar do jeito errado vai te prejudicar sim.

Quanto mais longa a distância entre a brasa do beck e a nossa boca, mais fria a fumaça chega na garganta. Desse modo, é possível reduzir os possíveis efeitos nocivos do processo de combustão do seu baseado! A piteira também evita que sua boca tenha contato com alcatrão ou outras substâncias potencialmente cancerígenas formadas pela queima da erva, transformando o ato de fumar em algo muito mais seguro. Girls in Green

Uma piteira bem utilizada reduz a temperatura da fumaça do que quer que seja que você estiver fumando, um fator que com certeza faz a diferença na hora que esse “conteúdo” chega no seu querido e já debilitado pulmão. Cuide dele!

A segunda razão já trata de coisas “pequenas” e estéticas, mas que fazem sim a diferença: 

  • Diminuir o famoso “bafo” de fumaça;
  • Evitar queimaduras;
  • Evitar que a cannabis caia da seda;
  • Facilitar na hora de enrolar e dá uma boa estrutura;
  • Evitar manchas e queimaduras no dedo e na boca;
  • E evitando queimaduras, diminuem a transmissão de doenças;
  • Não babar o beck que você leva entre a boca. Consciência é tudo!
  • Deixar mais fácil de aproveitar muito mais do baseado, sem ficar cheio das famosas pontas (que não devem ser reaproveitadas de jeito nenhum, migues)!

E por fim, o terceiro, último mas não menos importante motivo: facilitar na hora de bolar o seu beck e evitar o desperdício do seu conteúdo. Só vantagem!

Em primeiro lugar, é importante lembrar que existem vários tipos de piteira: de vidro, de papel, de madeira e até mesmo de plástico. Só recomendamos as de papel e de vidro, por um motivo bem óbvio: higiene e menor potencial de liberação de substâncias tóxicas.

Uma dica: antes de escolher a melhor piteira para você, leve em consideração também os tipos e tamanhos de seda que você costuma usar.

  • Lembre-se: quanto mais longa a piteira, mais a fumaça chega resfriada na sua garganta. Escolha piteiras longas!
  • Quanto ao material, vai depender mesmo do que você mais curtir e do que funcionar pra você. Mas evite sempre, a qualquer custo, usar utensílios de plástico – o calor pode fazer você inalar partículas cancerígenas, e vai fazer mais mal do que bem. Nada de usar aquela famosa caneta BIC pra aproveitar a ponta, hein!
Piteiras de papel

Quando tratamos de piteiras de papel, não estamos falando de qualquer papel, mas de material adequado para o fumo que possuem muito menos substâncias tóxicas, a combustão e, principalmente, para ser aproveitado e em seguida descartado.

Fáceis de encontrar em todo lugar, as piteiras de papel são descartáveis: comprou, dobrou, usou, jogou fora. Tem quem prefira elas por dizer que são mais fáceis de colocar no beck, basta encaixar na hora de fechar, como se fosse um filtro. O custo-benefício é bom, e ela cumpre seu papel da mesma forma que as outras! Geralmente vão se diferenciar entre com cloro ou sem.

O papel correto para esse fim, pois o papel normal vem com pigmentos, metais e vários outros químicos, que no final só vão te prejudicar mais. 

Existem diversos tamanhos e marcas de piteiras de papel, e utilizá-las é muito simples: até você, que bola pastel por exemplo, consegue usar uma piteira sem esforço. Basta enrolá-la em um cilindro pequeno e encaixar antes de terminar de bolar seu beck.

Você sabia que quanto maior o comprimento da piteira maior será a redução de danos? É isso mesmo, todos os benefícios que as piteiras oferecem serão ampliados com o aumento do comprimento dela. Ganja Gang

Piteiras de vidro

As piteiras de vidro tem a vantagem de ser laváveis e reutilizáveis, e inclusive, nós ensinamos como lavar a sua piteira aqui no blog da Smoke Point. Por esse motivo, elas tendem a ser higiênicas e econômicas na mesma medida. Mas isso só vale se você souber cuidar delas! 

Com a sua piteira limpa, a única coisa que você precisa fazer é encaixá-la na ponta do seu baseado, cigarro ou qualquer outro apelido carinhoso para o dito cujo, e prosseguir normalmente.

Após utilizar sua piteira, não se esqueça de limpar e guardá-la da forma adequada, afinal, essa é uma coisa que você coloca na boca. Preciso falar mais?

As piteiras de vidro são consideradas de melhor qualidade, e seu custo-benefício é ótimo pois, basicamente, você pode limpá-las e reutilizá-las quantas vezes quiser. Elas fazem com que a fumaça venha mais fria, não agredindo tanto a garganta, e tem o formato ideal para a boca. Na hora de bolar, tem que ter um jeitinho – como ela pesa um pouco, sua cannabis pode cair da seda (acredite, isso já aconteceu por aqui)!

Existe uma variação que são as piteiras de murano, um tipo de vidro mais artesanal. Elas são bem parecidas com as de vidro em todos os quesitos! Basta usar, limpar e reutilizar.

E não esqueça: lave bem suas piteiras de vidro para que elas continuem reduzindo danos por muito, muito tempo.

Piteiras de madeira (maricas)

A piteira de madeira (pode ser de Imbuia, Eucalipto ou outras) tem um tempo útil mais longo que a de papel, e mais curto que a de vidro. O material não é lavável, o que faz com que ela acumule cinza e resquícios de toxinas. A gente não recomenda tanto por não achar que valha a pena mas, se você gosta, basta ter cuidado para não usar por muito tempo, ou pelo menos passar um cotonete para limpar.

Como bolar com piteira de papel

O primeiro passo super importante para você bolar aquele beck lindo e bem estruturado é colocar a piteira. Use e abuse das dobrinhas, fazendo aquele famoso “W” ou “M” (depende do ponto de vista). Tem muita gente que corta, ou apenas ignora, deixa elas de lado de lado e não usa – mas essas dobras têm um papel essencial nas estratégias de RD.

Por que é importante fazer as dobrinhas da piteira? Elas aumentam a superfície de contato da fumaça com o papel, diminuindo a temperatura e deixando aquela coloração amarela pelo caminho.

A piteira tem que ser feita levando em consideração a quantidade de cannabis, flor e/ou hash que você quer colocar na seda. Sabemos que, em tempo de pandemia, as reservas estão mais escassas, então a dica é: aperte bem a piteirinha na hora de enrolá-la para ela ficar mais fina, ou deixe mais frouxo caso seja um famoso dedo de gorila.

Depois de fazer a piteira, coloque-a na seda junto com a sua ganja/haxixe/etc, massageie e faça a famosa viradinha para poder lamber a cola da sua seda e fechar o beck. Existe também a possibilidade de fechar o baseado sem a piteira e deixar para colocar ela depois, se for esse o caso, não esqueçam de garantir que a piteira está bem apertadinha para entrar, mas que você consiga afrouxar ela um pouco para que fique bem presa a seda.

Dica GG: para quem gosta de apertar o baseado já com a piteira, mantenha a mão que está segurando a piteira estável, acompanhando apenas a massagem que está sendo feita com a outra mão. Quando soltamos a piteira, ele pode cair para o lado ou ficar mais solto do que você gostaria.

Importante: se quiser, você pode colocar piteira + filtro. O filtro fica entre a piteira e a erva. Ah, e esqueça aquele mito de que filtro “tira” o THC e faz ficar menos chapado, que é bobagem!

Como bolar com piteira de vidro

A famosa evolução do pokémon para quem já sabe bolar com piteira de papel!

O mais desafiador nesse caso é o peso da piteira de vidro. Por isso, não se esqueça: tenha uma mão sempre na piteira – caso contrário, há altas chances do seu beck cair da seda. O conceito é o mesmo da piteira de papel. Escolha a piteira de vidro (de preferência longa) que condiz com o quanto de cannabis você quer colocar na sua seda, e faça o “shiatsu” no seu baseadão.

Caso você opte por uma piteira de vidro extra-longa, recomendamos apoiar a “cauda” da piteira na parte de cima da mão! Essa dica é preciosa, tome cuidado para não derrubar toda a erva no colo batendo a mão na piteira sem querer.

Como bolar com piteira de madeira

Tem algumas piteiras de madeira que são bem fáceis de usar: ao contrário das outras, um dos modelos não vai por dentro, e sim por fora do beck. Então, é só você fechar ele bem lindinho, do jeitinho que sempre fez, e encaixá-la em uma das pontas.

A outra é que nem a piteira de vidro: um pouquinho mais pesada, você só tem que encaixar e cuidar pra não deixar a cannabis cair de dentro da seda.

Como bolar com piteira de macarrão

Qual a gente recomenda

A gente acha que todo tipo de piteira, desde que seja longa, tá valendo muito! Depende da sua adaptação. Nada te impede, também, de variar – usar um pouquinho de cada, experimentar e entender a vibe delas.

As estratégias de redução de danos no consumo de maconha são valores que regem nossa cultura: Redução de Danos, Acessibilidade, Igualdade entre Gêneros, Sustentabilidade, Educação Holística e Ciência.

Here’s more: Como Bolar Maconha!?!, Tabaco e álcool sim, Maconha não. Por que?!?, Por que comestíveis de maconha proporcionam uma sensação diferente do que fumar?

Publicado por Edson Jesus

Welcome: https://edsonjnovaes.wordpress.com/ https://aicarr.wordpress.com/ https://mbaemopara.wordpress.com/2021/11/18/medicina/ https://jesushemp.wordpress.com/

4 comentários em “Piteira: por que sempre fumar com ela?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: